3

Vendas em Minas Gerais cresceram 17,7% até julho

As vendas de veículos em Minas Gerais cresceram 17,7% no acumulado até julho deste ano contra os mesmos meses de 2016. Somente na Capital, que respondeu por 60,5% dos emplacamentos no Estado no período, houve um salto de 56,6% na comercialização de automóveis na mesma comparação. Os dados são da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave).

De acordo com a entidade, de janeiro a julho, foram vendidos 279,2 mil veículos em Minas, entre automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motos e implementos rodoviários. No confronto com os emplacamentos do mesmo período de 2016 (237,1 mil unidades), o avanço foi de 17,7%.

Somente em julho, as vendas de veículos no Estado somaram 42 mil unidades contra 51,3 mil unidades, uma queda de 18%. Ao contrário, em relação ao mesmo mês do ano passado, quando foram emplacados 37,7 mil veículos, foi apurada uma evolução de 12,5%.

Considerando apenas o segmento de automóveis e comerciais leves, as vendas de janeiro a julho em Minas somaram 34 mil unidades, praticamente 81% do total. Frente as 43 mil unidades comercializadas no mesmo intervalo de 2016 houve uma queda de 20,8%.
No segmento de automóveis e comerciais leves, o destaque estadual é a Fiat Chrysler Automóveis (FCA), com planta em Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH). De janeiro a julho, os emplacamentos de automóveis e comerciais leves da montadora somaram 159,7 mil veículos sobre 172,4 mil unidades nos mesmos meses de 2016, redução de 7,4%, menos grave que o recuo global deste mercado no Estado (-20,8%).

As vendas de caminhões e ônibus continuam em queda no Estado. Entre janeiro e julho, foram vendidas 3,9 mil unidades contra 4,4 mil veículos deste tipo nos mesmos meses do exercício anterior, uma retração de 12,1%, com base nas informações divulgadas pela Fenabrave.

Para ilustrar a situação das vendas de caminhões e ônibus no Estado, a Iveco Latin America, fabricante de veículos pesados do grupo FCA, em Sete Lagoas (região Central), é um bom exemplo. As vendas de caminhões da marca caíram no acumulado do ano até julho, somando 1 mil unidades, contra 1,6 mil nos mesmos meses de 2016, queda de 37,5%. Em contrapartida, os emplacamentos de ônibus da Iveco, na mesma comparação, cresceram 65,4%.

Capital – As vendas de veículos em Belo Horizonte de janeiro a julho deste ano somaram 169 mil unidades sobre 107,9 mil em iguais meses de 2016, consolidando um crescimento de 56,6%. A Capital respondeu por 60,5% dos emplacamentos de veículos em Minas para o acumulado do ano.

O crescimento das vendas na Capital aconteceu em função do aquecimento no mercado de automóveis e comerciais leves. De janeiro a julho, foram vendidos 161,1 mil veículos deste tipo em Belo Horizonte contra 99,5 mil emplacamentos em idêntico intervalo de 2016, um salto de 61,9%.

(fonte: Diário do Comércio)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *