Vendas da Páscoa deste ano devem superar as de 2017

Com a melhora dos indicadores econômicos, a expectativa do varejo é que as vendas da Páscoa deste ano sejam melhores do que as verificadas em 2017. Prova disso é que há redes de supermercados no Estado que esperam alta de até 20% na comercialização. A estimativa do presidente da Associação Mineira de Supermercados (Amis), Antônio Claret Nametala, é que as vendas do setor em Minas registrem expansão em torno de 3% na comparação com a mesma data do ano passado. “É uma data sazonal importante para o setor, que tem como grande incentivador as vendas de chocolates, bombons e barras”, frisa.

Ele explica que a indústria está atenta às mudanças no perfil dos consumidores que, nos últimos anos, migraram para os produtos mais em conta, deixando de lado, em especial, os ovos de Páscoa de tamanho grande. “No caso dos ovos, esperamos manter as vendas no patamar do ano passado”, observa.

Para os tradicionais ovos, a expectativa do dirigente é que as vendas se concentrem em produtos de R$ 20 a R$ 30. “Estão previstos 120 lançamentos da indústria, inclusive caixa de bombons com brinquedos voltados para o público infantil”, conta.

Para 2018, a perspectiva é que as vendas gerais dos supermercados mineiros cresçam 2,8%. No ano passado, o incremento foi de 2,29%, marcando o sexto ano seguido de expansão do segmento no Estado, segundo dados do Termômetro de Vendas, pesquisa mensal da Amis.

Na rede Super Nosso, a perspectiva para a Páscoa é de incremento na casa dos 20% frente ao ano anterior, conforme o diretor comercial Ronaldo Peixoto. Já as lojas do Extra e do Pão de Açúcar estimam aumento de 15% nas vendas de ovos, bomboniere e barras em todo o país. A apostas para a data são as barras de chocolate e os itens de bomboniere (bombons, balas e chocolates). Essas categorias de produto devem ter incremento de 30% na comercialização frente a 2017.

A Cacau Show, que encerrou o ano passado com 2.121 lojas em operação no país, prevê um crescimento de 20% nas vendas durante a Páscoa, data mais importante do ano para a marca. Para atender à alta demanda, foram abertas mais de 6.800 vagas temporárias em todo o Brasil. Para se candidatar, os interessados nas vagas de vendedores e atendentes devem apresentar o currículo na loja da Cacau Show mais próxima de sua residência.

O presidente da Associação Mineira da Indústria de Panificação, Vinícius Segantine Dantas, ressalta que toda data comemorativa que tenha relação com alimentos, como é o caso do Natal e da Páscoa, é favorável ao setor, que em Belo Horizonte conta com mais de 1.600 padarias. “Na Páscoa, os produtos que levam chocolate ganham destaque”, explica.

Para ele, o consumidor está mais confiante na economia, o que deve ajudar nas vendas na data. “O desempenho das padarias vai depender das estratégias adotadas pelos empresários para a Páscoa. Depois de um ano de crise, acredito que é possível crescer, pelo menos, 5% nas vendas ante 2017”, observa.

Números positivos

As vendas dos supermercados com a Páscoa devem crescer 3% neste ano na comparação com a data em 2017, no Estado.

Nas padarias e confeitarias mineiras, a perspectiva com a data é de alta de, pelo menos, 5%.

Quase 30% das varejistas da capital têm um impacto positivo com a Páscoa, conforme levantamento de 2017, da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio Minas).

(fonte: O Tempo)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.