asasasas

Varejo nacional já tem teconologia para identificar clientes por reconhecimento facial

A transformação digital promete varrer velhas práticas do varejo brasileiro e substitui-las por outras que parecem coisa de ficção científica. O vice-presidente de varejo e distribuição da TOTVS, Ronan Maia, afirma que a empresa já tem tecnologia para oferecer reconhecimento facial à rede de varejo, o que permitiria às lojas identificar os clientes assim que eles entram no estabelecimento.

A tecnologia de reconhecimento facial no varejo ainda é embrionário, mas outros tipos de identificação já são realidade no país, embora pouco exploradas. Um exemplo é a tecnologia que identifica o consumidor pelo Wi-Fi. Cadastrado na loja, o cliente passa a ser reconhecido assim que entra no estabelecimento e está com o captador de Wi-Fi acionado.

Com isso, as redes de varejo podem chamar seus clientes pelo nome, reconhecer seus hábitos de consumo e fazer sugestões. “ É uma troca de informações. O cliente se cadastra na loja, que passa a ser informada quando ele entra no local, recebendo um serviço focado em sua experiência particular de compra. É como faz o Waze, por exemplo, onde o cliente entrega algumas informações, como sua localização, para receber o serviço”, explica o vice-presidente da TOTVS.

Provadores inteligentes no varejo de moda 

O “provador inteligente” apresentado pela TOTVS para atender o varejo de moda transformou o espelho em uma interface digital. Com função interativa, ele é capaz de regular a iluminação da cabine e dar sugestões de look. O  espelho permite também que o consumidor interaja com o vendedor de dentro da cabine.

A solução também promete otimizar o trabalho do lojista, oferecendo a ele acesso preciso ao número de roupas que o consumidor leva para dentro das cabines. “É possível identificar as peças que mais agradaram e que foram levadas para o provador, também aquelas que foram largadas na cabine e, finalmente, as que são vendidas. Assim é possível ver com precisão onde estão os eventuais gargalos de compra”, aponta Maia.

Uma promoção para cada cliente

A tecnologia de Big Data está permitindo ao varejo avaliar a rotina de compra dos consumidores e se utiliza principalmente dos programas de fidelidade para isso. As redes de supermercado que fazem uso dessa tecnologia, por exemplo, podem passar a oferecer descontos personalizados. Os  antigos encartes de papel, entregues de porta em porta, estão sendo transformados em aplicativos, que passam a oferecer promoções específicas para cada cliente com base especificamente no que o consumidor costuma comprar na loja.

O aplicativo de descontos personalizados também garante ao gestor do estabelecimento saber quais cupons de desconto distribuídos pela loja são realmente utilizados, o que garante promoções mais eficientes.

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *