Captura de Tela 2020-12-23 às 08.39.36

Pequenos negócios em Minas Gerais estão pessimistas com as vendas de Natal

Então, é Natal! Dizem os otimistas com presságios de Boas-Novas. Mas, para muitos micro e pequenos empreendedores, enfim, é Natal!, já que 2020 acumula meses de perdas e números negativos. Entre os negócios que geralmente são impactados nesta época do ano, como o comércio, 35% estão na expectativa que o faturamento e as vendas vão ser piores neste ano em relação a 2019.

Com as portas praticamente fechadas até setembro, o microempreendedor Eider de Jesus Batista até teve um “pequeno respiro” no Natal, mas que nem de longe vai salvar o ano. Proprietário da Loc Mania, que trabalha com aluguel de mesas, cadeiras e artigos para festas, ele teve queda de 97% nas vendas durante a pandemia.

“Comparando com o ano passado, em uma época dessas (de Natal) não teríamos nada mais disponível, e ainda temos muita coisa disponível. No início de dezembro, já teríamos tudo alugado em grande quantidade. Agora, as coisas saem muito picadinhas, e com isso, vamos ainda ter um gasto maior (na entrega)”, explica Batista.

O cenário de isolamento social provocado pela pandemia também refletiu nas contratações temporárias. Quase 80% dos donos de pequenos negócios afirmaram que não farão nenhuma admissão nesse fim de ano. Os dados são da pesquisa do Sebrae Minas feita em novembro e dezembro deste ano, com Micro e Pequenas Empresas (MPE) e Microempreendedores Individuais (MEI) do Estado.

“Isso mostra ainda uma insegurança por parte dos empresários, insegurança em novas restrições, em fechamentos. Recentemente, com aumento de novos casos de coronavírus, essas preocupações ficam ainda mais fortes”, explica Paola La Guardia, analista do Sebrae Minas.

Ainda conforme o levantamento, cerca de 30% dos entrevistados recebem o auxílio emergencial.  Dos que recebem o auxílio, a maioria (90%) são MEI. Caso o recurso concedido pelo governo não seja pago no próximo ano, 62% dos empresários mineiros afirmaram que terão que investir mais tempo em seus negócios, aumentando as chances de diminuir o isolamento social, já que 77% desses responderam que sairão de casa quando necessário.

Cerca de 1/3 dos MPE e MEIs espera melhorar as vendas no Natal

Para 31% dos entrevistados pelo Sebrae, a expectativa é melhores vendas neste ano em compração com 2019, no setor de comércio, sendo que 17% acreditam que será igual ao ano anterior. Outros 20% de MPE e MEIs não souberam responder se as vendas seriam melhores ou piores no último mês do ano.

“Isso indica que muitas empresas ainda têm expectativas boas quanto as vendas do Natal para recuperar parte das perdas ao longo do ano causadas pela pandemia”, reforça Paola La Guardia.

Ela ainda explica que a expectativa de vendas para o Natal varia conforme o setor. “O setor de comércio tem uma visão mais equilibrada. O setor de construção civil está mais otimista, quase 40% acredita na melhora nas vendas, e o de serviços está mais pessimista, com quase a metade dos estabelecimentos acreditando em uma piora no faturamento na data”, complementa.

Apostando nessa positividade das vendas de Natal, microeemprendedores da Feira Minas já colhem os frutos após pouco mais de dois meses de inauguração de uma nova unidade, na região da Pampulha, em Belo Horizonte. Com 110 lojas ocupadas, de um total de 135, quase 70% dos empresários do lugar sequer tinham uma loja física antes da pandemia.

“Pensando nisso, a gente oferece suporte para o comerciante, dando cursos sobre como otimizar as vendas no meio físico, tal como montagem de stands e vitrines”, explica Pedro Maia, sócio da Feira Minas Unidade Pampulha.

O mall tem recebido cerca de 1.000 pessoas diariamente. O acesso de visitantes é controlado na entrada, e empreendedores são orientados a usar máscaras o tempo todo, ter álcool em gel nas lojas e a higinizar constamente provadores. “Nós estamos vencendo essa crise”, finaliza Maia.

(fonte: https://www.otempo.com.br/economia/pequenos-negocios-em-minas-gerais-estao-pessimistas-com-as-vendas-de-natal-1.2427771?fbclid=IwAR05CBA-tNpdk6RhxrbPm2RKzpdYrpBQwMGHb1Ts8MtwtK-LVj-3wiBVZkM )

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *