Números de MPES negativadas cresce mais de 10% em 2017 e some milhões

O número de micro e pequenas empresas negativadas no País cresceu 10,8% no ano passado, segundo dados da Serasa Experian. Ao todo, elas somam quase 5 milhões de companhias – este é o maior número registrado desde março de 2016, quando o levantamento começou a ser feito.

Do total de empresas negativadas, 45,8% eram prestadoras de serviços, 45,1% empresas comerciais e 8,7% indústrias.

Segundo os economistas da Serasa, a maior fragilidade financeira, o fato de se concentrarem no setor de serviços, o qual ainda registrou baixo dinamismo em 2017, e as maiores dificuldades de acesso ao crédito, impulsionaram a inadimplências das micro e pequenas empresas ao longo de todo o ano passado.

De acordo com a Serasa, ainda, as MPEs respondem por 27% do PIB, por isso, o recorde de inadimplência traz preocupação para o setor.

Regiões

Por regiões, a Sudeste concentrou a maior porcentagem de micro e pequenas empresas inadimplentes, com 53,8% do total. Em seguida aparece o Nordeste, com 16,3%; o Sul, com 15,8%; Centro-Oeste, com 8,7% e Norte, com 5,3%.

Entre os estados, São Paulo tem o maior número de empresas negativadas, com 32,6% do total. Em seguida está Minas Gerais, com 11,0%, e Rio de Janeiro em terceiro, com 8,1%.

(fonte: Portal No Varejo)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.