O comércio paranaense fechou o ano de 2013 com resultados bastante positivos, permanecendo com o melhor desempenho entre os estados do sul e sudeste do País. Foto: ANPr

Numero de novas empresas cresce no ano e cai no trimestre, diz Boa Vista

Até setembro houve crescimento de 1%; no 3º trimestre caiu 2%.

As MEIs aumentaram e totalizam 74,2% das novas empresas.

O número de novas empresas cresceu 1% no acumulado do ano (de janeiro e setembro) em relação ao mesmo período do ano anterior, segundo levantamento da Boa Vista SCPC (Serviço Central de Proteção ao Crédito), com abrangência nacional. Em relação ao 2º trimestre de 2016, houve queda de 2% no terceiro trimestre (de julho a setembro).

Na análise por classificação de forma jurídica, as MEIs (microempreendedor individual) continuam com papel de destaque. No acumulado do ano (janeiro a setembro de 2016), as MEIs aumentaram 6% em relação ao mesmo período do ano passado. Na mesma base de comparação, as MEs (microempresas) e as demais formas jurídicas recuaram 9,4% e 14,3%, respectivamente.

De acordo com a Boa Vista, esse resultado refletiu diretamente na composição da abertura de empresas. As MEIs aumentaram 3,5 pontos percentuais de sua participação, totalizando 74,2% das novas empresas, enquanto as demais categorias perderam representatividade.

Setores
Por setores, o levantamento da Boa Vista SCPC mostra que o de serviços registrou ganho de representatividade. No acumulado de 2016, este setor atingiu 55,9% das novas empresas, ante 54,4% no mesmo período do ano passado.

Indústria e rural permaneceram estáveis, e o comércio perdeu espaço, ao passar de 35% para 33,4% do total.

Regiões
O Sudeste e o Sul foram as regiões responsáveis pelo crescimento das empresas. No acumulado do ano em comparação com o mesmo período do ano anterior, registraram alta de 2,8%. As demais regiões apresentaram queda no período: Nordeste (2,5%), Norte (3,1%) e Centro-Oeste (3,4%).

Com isso, Sudeste e Sul apresentaram ganho de representatividade, como apresentado no gráfico 5. Sul passou de 16,6% para 16,7% e o Sudeste aumentou de 50,7% para 51,8%.

(Fonte: G1)

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *