4198341

Confiança do comércio mineiro cresce 11,1 pontos

A retomada de diversas atividades econômicas que estavam suspensas ou reduzidas para conter o avanço da Covid-19 está deixando os empresários do comércio mineiro mais confiantes. Em agosto, o Índice de Confiança do Empresário do Comércio (Icec) atingiu 68,1 pontos, um avanço de 11,1 pontos em relação a julho, quando o Icec estava em 57 pontos. A variação em agosto foi a maior registrada pelo indicador neste ano.

O Icec é elaborado, mensalmente, pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG), com dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). O índice reflete as perspectivas em relação ao futuro da economia, do comércio e das empresas, antecedendo aos resultados nas lojas.

Segundo o economista-chefe da Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Minas Gerais (Fecomércio-MG), Guilherme Almeida, essa foi a segunda alta consecutiva do índice, o que mostra uma tendência de consolidação nas expectativas dos empresários. Em julho, o índice atingiu 57 pontos, após registrar, em junho, o menor índice, de 54,3 pontos. A tendência é de recuperação da confiança.

“Possivelmente, nos próximos meses, teremos mais crescimento na confiança dos empresários. O segundo semestre concentra importantes datas comemorativas para o setor como o Dia das Crianças, Black Friday e Natal, que sempre movimentam mais o segmento. Os empresários estão confiantes e vão buscar formas de elevar as vendas e reduzir os prejuízos causados pelas medidas de isolamento social”, disse.

De acordo com a pesquisa, o destaque, em agosto, foi o Índice de Expectativa do Empresário do Comércio (Ieec), que sinaliza as impressões do setor em relação aos próximos meses. Esse subindicador cresceu 24,2 pontos em agosto, atingindo 103,9 pontos. A confiança na melhora da economia brasileira (52,4%), na expansão do setor (57%) e no crescimento das vendas da própria loja (67,7%) contribuiu para esse resultado.

“A reabertura do comércio foi fundamental para a melhoria das expectativas dos empresários. Muitos segmentos estavam fechados há mais de 100 dias e com a retomada conseguem ter faturamento e desenhar estratégias para as datas importantes. A melhor expectativa está muito fundamentada na esperança de que consumidor irá comprar e o empresário conseguirá retomar as vendas”, explica o economista.

Cautela – Segundo Almeida, o aumento da expectativa é muito positivo, porém, os empresários precisam ter cautela e planejar muito bem as ações. Isso, devido ao alto índice de desemprego, à redução da renda das famílias e a uma tendência de recuperação lenta e gradual da economia, o que pode interferir no resultado das vendas.

“Neste momento, a gestão é fundamental. Nós sabemos que existe uma demanda reprimida por parte da população em função das medidas de isolamento. Certamente, as pessoas vão às compras, principalmente, para as datas comemorativas e, isso, acaba impulsionando as vendas. O empresário precisa captar esse consumidor porque a concorrência é muito grande e, por isso, vai lançar mão de promoções e descontos. Isso tem que ser muito bem planejado para garantir a margem de lucro, ainda mais devido ao período longo que o comércio ficou fechado”, pondera o especialista.

O Índice de Investimento do Empresário do Comércio (Iiec) – que mostra os planos de melhoria na loja, de ampliação de estoques e do quadro de funcionários – avançou 5,6 pontos, atingindo 64,3 pontos, frente aos 58,7 registrados em julho. Entre os itens do subindicador, destaca-se o nível adequado dos estoques, fator apontado por 45,9% dos entrevistados.

O outro subindicador que apresentou melhora, no mesmo período, foi o Índice de Condições Atuais do Empresário do Comércio (Icaec), que avalia a evolução da conjuntura econômica do País, do setor e das empresas. Esse índice avançou 3,5 pontos, saindo de 32,5 para 36 em agosto

(fonte: https://diariodocomercio.com.br/economia/confianca-do-comercio-mineiro-cresce-111-pontos/ )

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *